Por que investir em madeira nobre?

investir em madeira nobre

No setor da agricultura e da silvicultura há diversas formas de investir. Antes de definir o que será plantado na propriedade, é levado em consideração o perfil e os objetivos do investidor: se deseja que o retorno seja imediato, como é o caso de plantio de grãos, ou se pretende ter o retorno a médio e longo prazo, como é do investimento em florestas para produção de madeira nobre.

Investir em florestas comerciais nobres ainda não é uma forma de aplicação tão conhecida, apesar de apresentar baixo risco de pragas e doenças – quando comparada a outras culturas – e alto retorno financeiro, vem se tornando popular aos poucos.

Quais os riscos de investir em madeira nobre?

No caso de florestas de mogno africano, assim como as de outras espécies, o maior risco são as formigas. Quando a árvore é atacada por estes insetos, podem atrasar o desenvolvimento e até perder a árvore, dependendo da intensidade. Esses danos causados prejudicam diretamente a produtividade da madeira e consequentemente, geram prejuízos ao silvicultor.

Embora o ataque seja danoso, o controle das formigas é simples, basta apenas realizar atividades preventivas para combater a proliferação como a aplicação de iscas formicidas em área total e diretamente nos “olheiros” dos formigueiros.

Outro risco relacionado ao cultivo das florestas em geral é a matocompetição. Nada mais é que o aumento da massa vegetal de plantas competidoras, as quais concorrem por nutrientes, luz e água dentro da área vital de crescimento das árvores. Esta competição entre as plantas podem “sufocar” a floresta. Contudo o controle do mato é uma atividade comum e bastante conhecida entre os agricultores, sendo que o controle se dá por meio de aplicação de herbicidas e capinas periódicas até que a floresta feche o dossel, sombreando o mato e impedindo assim que ele se desenvolva.

O Mogno Africano não possui a autocombustão ao ser comparado com florestas de eucalipto e do pinus. Ou seja, o risco de incêndio florestal é muito baixo sendo uma das culturas florestais mais seguras que existem.

Como é o mercado da madeira nobre?

Considerando a alta procura e baixa oferta de madeira dura tropical proveniente da Amazônia, o mercado vivencia o fenômeno Apagão Florestal. Atualmente no Brasil são extraídos 11 milhões de metros cúbicos de madeira tropical oriunda de florestas naturais. O Serviço Florestal Brasileiro prevê uma redução de 64% da oferta até 2030, sendo que neste mesmo período a demanda deve quadruplicar, chegando a 21 milhões de metros cúbicos ao ano.

Segundo o ITTO – International Tropical Timber Organization, a madeira do mogno africano serrada está cotada em aproximadamente 1.100 euros. Diante desse cenário, o plantio de florestas nobres é visto como uma oportunidade de negócio rentável.

investir em madeira nobre

Investir em madeira nobre dá dinheiro?

Especialistas do IBF recomenda que a distância entre as mudas seja de 3×2 metros (1.666 árvores por hectare) a fim de gerar competição entre elas e favorecer o crescimento vertical e maior retilineidade das árvores. Ao se utilizar esse espaçamento, é indicado fazer desbastes seletivos entre o 3º e 4°, 9º e 12° e o corte raso entre 17 e 18 anos. Sendo que o corte no 12º já é possível obter retorno do capital investido.

floresta nobre

A floresta comercial, em especial a de Mogno Africano para produção de madeira nobre, é um investimento de longo prazo e com baixo risco. Essas características fazem com que ela se assemelhe a investimentos de renda fixa (poupança, CDB, Títulos da Dívida Pública, por exemplo), por apresentar baixo risco e ao mesmo tempo, com alto retorno financeiro como as aplicações de renda variável (ações, Day Trade, câmbio).

Para se ter uma ideia do retorno financeiro, utilizando as taxas de mercado como Selic (6,5% a.a.), poupança (4,5% a.a.) e CDI (6,39% a.a.), foi feito um comparativo desses três investimentos de renda fixa em uma aplicação de longo prazo (18 anos), com aportes financeiros anuais, conforme o cronograma de investimento da floresta de Mogno Africano. Ao final do período, o valor nominal integralizado será R$ 63.745,95. Veja no gráfico abaixo, o retorno financeiro em reais de cada aplicação comparada a floresta em pé de mogno africano no mercado internacional:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *